29 de Agosto de 2014

Analise à primeira jornada do CNS - Por Óscar Nogueira

Óscar Nogueira faz a analise da primeira jornada do CNS

Depois de disputada a primeira jornada do CNS e concretamente a série C que acompanhamos mais ao pormenor, salientamos desde já o facto de não ter havido empates e, como destaque inicial, vai por completo para a excelente estreia do Sobrado com uma vitória e ainda por cima por números concludentes em Moimenta da Beira: 2-7!

O Salgueiros partindo para este campeonato com objectivos ambiciosos, também cumpriu a sua tarefa ao vencer no difícil campo do Sousense. Outra boa e positiva estreia pertenceu ao Gondomar que recebeu e venceu o Pedras Rubras, que regressou este ano aos nacionais e terá já sentido algumas dificuldades da "transição" de competições!

Já o Lourosa e o Espinho proporcionaram o desfio mais equilibrado e de resultado mais duvidoso ate final, mas a vitória caindo para os homens da casa pela margem mínima e já perto do fim da partida.
E finalmente a um jogo que despertava curiosidade e que tive o privilégio de assistir entre o Coimbrões e o Cinfães.

A equipa do Coimbrões assumiu o factor casa categoricamente impondo intensidade, agressividade e acima de tudo ambição de o vencer, contra uma equipa apática e sem capacidade de contrariar a supremacia da equipa de gaia. O Coimbrões apresentando-se num 4-4-2 - ou fazendo-me lembrar uma equipa que treinei que jogava em 4-1-3-2 - com muita dinâmica e com movimentos de rotura bem elaborados, ia causando muitas dificuldades aos homens de Cinfães que iam tentando ter bola para acalmar o jogo, mas não conseguindo ter essa capacidade e estando sempre expostos a lances de perigo. E não foi surpresa quando aconteceu o primeir golo, á passagem do primeiro quarto de hora, e pondo alguma justiça no marcador ate ao momento.

Após esse golo parecia que íamos ver uma reacção dos visitantes - fieis ao seu 4-3-3 muito rígido e pouco móvel - que ainda tentaram aproximar-se da baliza do Marco e até tiveram uma boa possibilidade de golo, mas ficaria por aí já que logo a seguir, por volta da meia hora e com um erro do gruarda-redes Celso, que ao bater mal um livre na entrada da sua área colocou a bola no meio campo nos pés do Pinheiro que com uma excelente recepção e com um pontapé certeiro fez um golo soberbo!

A partir daqui assistimos a mais um pouco de equilíbrio mas sempre com a equipa da casa mais forte e compacta do que a equipa desligada de Cinfães. Já perto do intervalo aconteceria o 3-0 que castigava em demasia uma equipa que tem - veio a provar - capacidade para fazer melhor e premiava o onze que procurou com ambição e querer fazer golos.

Já na 2º parte assistimos a um jogo minimamente diferente. Um Cinfães mais audaz e muito por culpa das substituições realizadas, e bem, pelo seu treinador mas também com o aumento do ritmo de jogo e seus movimentos, e um Coimbrões a tentar controlar todos os momentos do jogo e gerindo o resultado.

E quando parecia que omarcador não se alteraria, apareceu um jogador - João Beirão - que veio criar algumas dificuldades á defesa de gaia e fez dois golos no espaço de 10', colocando o resultado final num 3-2 que em nada belisca a boa exibição do Coimbrões e não esconde as dificuldades demonstradas principalmente na primeira parte da equipa de Cinfães.

Resumindo, vitória inteiramente justa do Coimbrões e um Cinfães que vai certamente fazer um bom campeonato porque contem jogadores valiosos e talvez tenha tido um dia menos bom ou acusado algum "pressão" de serem intitulados de candidatos aos primeiros lugares.

 Deixo aqui os votos de rápidas melhoras ao Nuno Pinto, que num lance casual com um jogador de Cinfães foi atingido na face e terá fracturado a cana de nariz, momento esse, que talvez tenha afectado mentalmente os colegas de equipa e não seja coincidência com a altura que sofreram os dois golos.

Óscar Nogueira

Serzedo quer entrar no campeonato a ganhar

Filipe Ribeiro acredita que a sua equipa conquistará os três pontos no domingo
O Serzedo recebe este domingo o Aliados de Lordelo, em partida referente à primeira jornada da Divisão d'Elite Pro Nacional. 
A equipa de Filipe Ribeiro não começou bem a época, visto que já foi eliminada ainda na fase de grupos da Taça Brali, trofeu que conquistou na época passada ao vencer o Ermesinde 1936 na final por 4-0.
Para esta primeira jornada o técnico dos azuis e brancos espera um desfecho diferente daquele que teve no dérbi do passado domingo com o Valadares, onde perdeu por 3-0, perdendo assim a hipotese de lutar pelo apuramento. Ao blog, Filipe Ribeiro reconheceu as dificuldades que irá encontrar, mas acredita que a sua equipa sairá vencedora: "Queremos ganhar. O Aliados de Lordelo é uma equipa que tradicionalmente apresenta-se sempre com bons jogadores. Esperamos um jogo dificil mas queremos entrar no campeonato a ganhar", afirmou o técnico, que na última época viu a sua equipa empatar a uma bola com este mesmo adversário.
Este jogo irá disputar-se no Complexo Desportivo de Serzedo, com início às 15 deste domingo e Filipe Ribeiro tem o plantel todo à disposição, embora ainda hajam dúvidas relativamente à utilização de Bruno Faria nesta partida. 

São Pedro da Cova e Valadares medem forças no arranque da Divisão d'Elite Pro Nacional

O Valadares desloca-se ao terreno do São Pedro da Cova, no próximo domingo, em partida referente à primeira jornada do Campeonato da Divisão d'Elite Pro Nacional.
As duas equipas chegam a este jogo em momentos diferentes de forma, uma vez que o Valadares ainda não perdeu um jogo oficial ao passo que o São Pedro da Cova vem no sentido oposto: Nas duas partidas disputadas para a Taça Brali, o Valadares lidera o Grupo 1 com seis pontos e o São Pedro da Cova já foi eliminado, ocupando a última posição do Grupo 3 sem pontos conquistados.
Paulo Alexandre espera dificuldades
Para este jogo de abertura do Campeonato, Paulo Alexandre, treinador dos gaienses, espera uma partida difícil, afirmando que são duas equipas que lutam pelo mesmo objectivo, a permanência: "É um adversário que tem o mesmo objetivo do que nós, a manutenção. Apesar dos primeiros resultados serem negativos têm vindo a subir de rendimento, por isso mesmo e pelo propio terreno de jogo, espero um encontro bastante dificil", disse apenas o técnico.
César Pinho (dir.) acredita que
o Valadares é candidato à subida
Já do lado dos gondomarenses, César Pinho, treinador do São Pedro da Cova, não acredita que o objectivo do Valadares seja apenas a manutênção: "Com os atletas que o treinador do adversário tem, colocá-los ao nível de todos os outros que disputam esta prova, até parece ofensa. O discurso para dentro é outro, claramente, e uma questão claramente estratégica, tanto que são os mais fortes candidatos á subida", afirmou o gaiense a treinar em Gondomar, devolvendo a pressão ao adversário: "A nossa equipa não se sente pressionada por jogar contra o Valadares, nem contra ninguém. Sente-se pressionada se não conseguir colocar em jogo o que quer", por isso, César Pinho espera dificuldades e elogia o trabalho desenvolvido por Paulo Alexandre: "Vamos ser competitivos, contra um adversário muito interessante, tanto pela qualidade dos seus atletas como pela qualidade do trabalho do seu treinador. Todos os jogos são de um grau de dificuldade alto e este não será diferente. É fundamental estarmos concentrados durante todo o jogo e é fundamental aumentarmos a eficácia nos momentos que o decidem, nomeadamente na finalização. Podem contar connosco para disputar o jogo embora conheçamos as dificuldades que vamos encontrar", disse.
Zé d'Angola regressa
ao Laranjal como adversário
Este jogo fica também marcado pelo regresso de Zé d'Angola ao Laranjal, mas como adversário. César Pinho comenta a saída do centrocampista e acredita que este será bem recebido pelos adeptos: "O Zé saiu de São Pedro já depois de ter assinado pelo nosso clube. Será muito bem aceite, porque as pessoas reconhecem que nos deu mais do que aquilo que nos tirou", concluiu.
O jogo está agendado para domingo, com início às 17h e os dois treinadores têm todo o plantel à sua disposição.

Alexandre Ribeiro - "Vamos com respeito mas queremos mostrar o nosso futebol"

Alexandre Ribeiro está focado no jogo com o Perafita e espera um bom resultado
O Oliveira do Douro visita este domingo o Perafita, em jogo da primeira jornada da Divisão d'Elite Pro Nacional. 
A equipa de Alexandre Ribeiro ainda está a acertar agulhas quanto à sua forma de jogar, mas tem apresentado um futebol em crescendo e a vitória sobre o Grijó no passado domingo, relativamente à Taça Brali, deixou boas perspectivas para os azuis e brancos resolverem o apuramento em casa, na última jornada, frente ao Valadares, actual líder do Grupo 1. Porém, esta é uma questão que o técnico oliveirense não tem em mente neste momento: "Nesta altura nem estou a pensar nesse jogo. Só estamos focados no jogo com o Perafita. Os nossos objectivos nesta prova, para já, foram alcançados que era usar estes jogos como preparação para o campeonato. Depois, quando for altura desse jogo, pensaremos na melhor maneira de aborda-lo", disse o técnico.
Relativamente ao jogo que marca o início do Campeonato, Alexandre Ribeiro espera algumas dificuldades mas confia nas capacidades dos seus jogadores para obter um bom resultado: "Será um jogo difícil em casa de uma equipa que desceu do CNS mas que manteve vários jogadores da época passada. Por isso vamos com respeito mas com muita vontade de chegar a Perafita e apresentar o nosso jogo e tentar ganhar, aliás, como iremos fazer em qualquer campo, contra qualquer adversário", concluiu.
Para este jogo, que está agendado para as 17h de domingo, Alexandre Ribeiro tem, pela primeira vez, todo o plantel à disposição.

Grijó na Lixa à espera de dificuldades

Nuno Costa espera entrar com o pé direito no campeonato que arranca domingo
A Divisão d'Elite Pro Nacional dá o pontapé de saída no próximo sábado, o Padroense a receber o Aliança Gandra às 18h. Porém, o resto da jornada disputa-se no domingo e um dos jogos de cartaz é a visita do Grijó ao Lixa. 
Com um plantel praticamente novo, os grijoenses ainda não conseguiram vencer em jogos oficiais, já que as duas partidas realizadas para a Taça Brali terminaram com derrota e sem golos marcados, o que ditou o afastamento dos gaienses da fase a eliminar.
Nuno Costa, treinador dos grijoenses, espera dificuldades nesta partida, visto que o Lixa, na opinião do técnico, é uma equipa difícil de bater em casa: "Pelo plantel que apresentam parece-me uma equipa forte. É um clube com tradição e a jogar em casa quererá com certeza começar bem por isso espero um jogo difícil. Da nossa parte espero que continuemos a evoluir em termos de jogo e que a entrega seja grande, para que no fim possamos estar orgulhosos e satisfeitos com o que vamos fazer", disse o treinador.
Este jogo está agendado para as 17h de domingo e Nuno Costa não poderá contar com Afonso e Alex, tendo ainda Jair em dúvida.

28 de Agosto de 2014

Coimbrões entra a vencer no CNS


Local: Parque Silva Matos
Hora: 17h
Árbitro: Leonardo Marques (AF Aveiro)

Coimbrões: Marco, Brandão, António, Diogo Costa e Miguel (Sardinha 87'), Pinheiro, Fábio e Diogo Mota (Basílio 86'), Pedro Tavares, Nuno Pinto (Tiago Gomes 83') e Júlio.
Treinador: José Bizarro

Cinfães: Célso, Carlitos, Fabeta, Diogo Vila e Eduardo, Hugo Soares, Vítor Hugo e Ruisinho (Likinha 46'), Bruno Teixeira, Ismael (Toste 46') e Jorginho (João Beirão 71')
Treinador: Arlindo Gomes

Resultado ao intervalo: 3-0
Resultado final: 3-2

Marcadores: Pedro Tavares (24' e 45') e Pinheiro (30') para o Coimbrões e João Beirão (81' e 90+') para o Cinfães

O Coimbrões entrou com o pé direito no Campeonato Nacional de Seniores ao receber e vencer o Cinfães por 3-2. A equipa de José Bizarro entrou forte no jogo e, aproveitando o factor casa, partiu para cima do adversário e nos primeiros 45' apontou três golos, com um bis de Pedro Tavares e com um golo de Pinheiro pelo meio. 
Na segunda parte o Cinfães entrou disposto a mudar o rumo dos acontecimentos, mas as investidas dos seus jogadores foram sendo travadas pela defensiva gaiense. Já nos minutos finais surgiu João Beirão, que com um bis colocou o Coimbrões em sentido, sem no entanto manchar a boa partida que os verde-e-pretos realizaram. 
Pedro Tavares foi o herói do Coimbrões, uma vez que com dois golos selou uma importante vitória para os gaienses. Ao blog, o avançado referiu que "este era um jogo complicado, contra uma boa equipa e candidata aos dois primeiros lugares". Sobre os golos, Pedro Tavares atribuiu igual importância ao apontado por Pinheiro, afirmando que a vitória foi o mais importante: "Foram golos importantes, como foi o golo do Pinheiro. O mais importante foi começar a ganhar", disse.
O Coimbrões visita no próximo domingo o Pedras Rubras, e Pedro Tavares espera um jogo com grau de dificuldade elevado, uma vez que os maiatos vêm de uma derrota frente ao Gondomar, por 3-1: "Esperamos um jogo difícil, já que eles perderam o primeiro jogo e querem ganhar agora", concluiu o avançado.
Destaque ainda para a lesão sofrida por Nuno Pinto já na recta final da partida, ao levar um pontapé de um adversário saindo agarrado à face e necessitando de tratamento hospitalar. Já no hospital a foi confirmada uma fractura da cana do nariz, o que deixará o goleador de fora durante algumas partidas.
O Coimbrões visita o Pedras Rubras este domingo, com o início da partida marcado para as 17h. 

Oliveira do Douro ainda sonha com apuramento


Local: Estádio Municipal da Lavandeira
Hora: 17h
Árbitro: Fábio Silva

Oliveira do Douro: Faria, David Santos, Rómulo, Carlos Pinto e Daniel Pinto, Careca, Penantes e Gui, Miguel (Bruninho 53'), Fábio Rola (Nicola 83') e Luís (Rui João 53)
Treinador: Alexandre Ribeiro

Grijó: Diogo, César, Nini (Marco 75'), Flávio e Artur (Manuel Pinto 60'), João, Pedro, Alex e Tiago, Vando e Paulo Lopes.
Treinador: Nuno Costa

Resultado ao intervalo: 1-0
Resultado final: 1-0

Marcador: Penantes (3')

O Oliveira do Douro venceu o Grijó em partida da segunda jornada do Grupo 1 da Taça Brali. Numa partida marcada por algum equilíbrio, a vitória sorriu ao conjunto da casa, graças a um golo de Penantes, logo aos 3', permitindo aos oliveirenses uma importante vitória que deixa em aberto a passagem à fase seguinte da competição, passagem essa que irá disputar com o Valadares a 2 de Novembro.
Alexandre Ribeiro, técnico do Oliveira do Douro, destaca o equilíbrio da partida, apesar do golo madrugador que acabou por dar os três pontos à sua equipa: "Foi um jogo bastante equilibrado onde conseguimos marcar cedo. Esse golo deu-nos algum ascendente sobre o Grijó durante os primeiros 25 a 30 minutos, depois o Grijó conseguiu equilibrar o jogo e depois acho que essa foi a nota dominante durante a partida, com fases em que o domínio foi-se alternando", disse.
Do lado do Grijó, Nuno Costa, treinador da equipa, refere que apesar do resultado menos positivo, ficou agradado com a exibição da equipa: "Penso que fizemos uma boa partida, com algumas ocasiões de golo perdidas, inclusivamente um penalti. Falhamos num lance de bola parada no inicio do jogo, que ditou o resultado final, mas a partir daí julgo que fizemos uma boa partida como já disse anteriormente", afirmou.
Este resultado ditou o afastamento dos grijoenses da fase seguinte, ainda que tenham mais uma partida por disputar, frente ao Serzedo, em casa destes. Já o Oliveira do Douro decide a passagem à fase a eliminar em casa, frente ao Valadares, líder deste grupo.
A Taça Brali sofre agora uma paragem até ao mês de Novembro, uma vez que no próximo domingo arranca o campeonato, com o Grijó a defrontar o Lixa e o Oliveira do Douro o Perafita. 

26 de Agosto de 2014

Vila Fc estreia-se com empate frente ao Custóias


Local: Parque Soares dos Reis
Hora: 17h
Árbitro: João Martins

Vila Fc: Hélder Colaço, Miguel, Nando, Teixeiram e Rodrigo (Gustavo 70'), Gerson (Ruizinho 65'), João Pedro e Josué, Marco, Nico, Miguel Neves.
Treinador: Carlos Lima

Custóias: Tiago, Renato (Serrão 68'), Flávio, Silva e Baptista, Zé Augusto, Medeiros e Ivo, Ferrer (Ricardo 68'), Cerejo e Estrela (Carlos 75').
Treinador: Mário Rui

Resultado ao intervalo: 1-0
Resultado final: 1-1

Marcadores: Josué (35') para o Vila Fc e Ivo (50') para o Custóias

Vila Fc e Custóias empataram a um golo no arranque da Taça Brali, referente aos clubes da Divisão de Honra da AF Porto. Inseridos no Grupo 6, juntamente com Drag. Sandinenses, Foz, Canidelo e Infesta, os gaienses entraram bem na partida e depois de algum ascendente dos matosinhenses, acabaram por chegar ao golo aos 35', por intermédio de Josué.
Na frente do marcador, o Vila Fc tentou ampliar a vantagem, mas as intenções foram travadas pela defensiva do Custóias, que haveria de chegar ao empate à passagem dos 50', por intermédio de Ivo que surgiu isolado frente a Hélder Colaço, estabelecendo o resultado final.
Com esta divisão de pontos, é quase imperativo aos dois conjuntos vencerem na próxima jornada, sob pena de verem o apuramento para a fase seguinte em risco, uma vez que apenas o primeiro classificado segue em frente e apenas se joga uma volta.
O Vila Fc desloca-se no próximo domingo ao terreno do Foz, equipa que perdeu com o Drag. Sandinenses.

Serzedo perde e é eliminado da Taça Brali


Local: Complexo Desportivo de Valadares
Hora: 17h
Árbitro: João Guimarães

Valadares: Romeu, Valente, Rui Jorge, Hélder e Vítor Lobo (Serginho 70'), Paulinho (Ricardo Alves 80'), Fabinho e Jonathan, Vitinha (Zé d'Angola 70'), Paulo Campos (Bruninho 70') e Hugo Figueiredo (Rogério 80').
Treinador: Paulo Alexandre

Serzedo: Filipe, Pacheco, Cruz, Joel e Marcos (Pedro Henrique 46'), Óscar (Marco António 80'), Moreira (Bruno Faria 46') e Tiago Santos (Braga 75'), João Alves, Bruninho (André silva 80') e Barbosa.
Treinador: Filipe Ribeiro

Resultado ao intervalo: 2-0
Resultado final: 3-0

Marcadores: Vitinha (21' e 29') e Jonathan (48')

O Serzedo perdeu na deslocação a Valadares, por três bolas a zero, e está consequentemente eliminado da Taça Brali. Este jogo era de capital importância para os detentores do troféu, já que uma derrota deixava a equipa azul e branca fora da prova, pelo que apenas a vitória interessava para ainda manter esperanças de seguir em frente.
Porém, o Valadares acabou por se apresentar mais forte que o adversário e ainda antes da meia hora de jogo Vitinha bisou, igualando o feito de Paulinho na primeira jornada, que com um bis deu a vitória à sua equipa frente ao Grijó. O Serzedo não conseguiu contrariar o futebol dos homens da casa e no início da segunda parte sofreria novo golo, desta vez apontado por Jonathan, que fechou a contagem. 
O técnico do Serzedo, Filipe Ribeiro, reconheceu que há aspectos a melhorar na sua equipa: "Cometemos demasiados erros na gestão da bola, o que ditou que fossemos penalizados. Na altura em que tivemos ascendente e tivemos algumas situações em que poderíamos ter marcado, acabamos por voltar a sofrer e isso também nos fragilizou. Temos que procurar melhorar esses aspectos em breve", disse apenas o técnico.
Já Paulo Alexandre destaca a justiça da vitória: "Um encontro difícil, contra uma boa equipa, mas que acaba por ser justa a nossa vitória", disse apenas o técnico. Esta vitória deixou o Valadares muito próximo da passagem à fase seguinte, passagem essa que irá disputar com o Oliveira do Douro na última jornada. Paulo Alexandre apenas quer seguir em frente nesta competição: "Só vamos defrontar o Oliveira do Douro no dia 2 de Novembro. Não consigo antever nada mas queremos passar esta fase, já que aqui chegamos", afirmou, referindo também que não pensa na vitória final nesta competição: "Queremos é conseguir a manutenção na Divisão d'Elite, de qualquer maneira, queremos ganhar sempre e é para isso que trabalhamos durante a semana", concluiu.
O Valadares lidera assim o Grupo 1 da Taça Brali com seis pontos, seguido do Oliveira do Douro com quatro, sendo que estas duas equipas se defrontam na última jornada desta fase de grupos. Serzedo com um ponto e Grijó ainda sem pontos, já foram eliminados da competição. 
A última jornada está agendada para o dia 2 de Novembro.

A formação como forma de sustentabilidade dos clubes - Artigo de opinião de Óscar Nogueira

Óscar Nogueira acredita que os clubes têem que apostar mais na formação

Cada vez mais se torna importante a formação nos clubes devido á situação socio-económica em que nos encontramos.
Se por um lado há clubes que, levianamente, vêm a formação como uma forma de entrar dinheiro para sustentar despesas do mesmo há outros que, além de fonte de receita, exigem resultados sem se preocuparem com as condições e qualidade que dão aos miúdos, com técnicos pouco habilitados para essa exigente e cuidadosa tarefa. Mas, felizmente, também existem as boas excepções que sabem lidar e trabalhar com uma verdadeira formação de homens/jogadores e do próprio  clube!

Podemos analisar, por uma parte simples e visão superficial, algumas vantagens de uma boa formação.
Se houver trabalho sustentável com um crescimento qualitativo dos miúdos nos aspectos técnico/táctico, acompanhado do desenvolvimento físico, sem esquecer da evolução comportamental enquanto atleta e sem descurar a parte social, teremos certamente resultados positivos e uma matéria de alimentação ao futebol sénior do clube e, quem sabe, se a transferência de algum talento extra que muito ajudaria financeiramente. Juntamente a estas vantagens desportivas também podemos acrescentar a aproximação dos familiares e amigos desses mesmos atletas, criados e bem tratados no clube como apoiantes/sócios para valorizar e acrescentar o clube.

Quando não há o mínimo de cuidado, preocupação, acompanhamento e qualidade não se pode exigir nem esperar resultados positivos, tendo como solução única todos os anos procurar fora opções para equilibrar o seu próprio futebol sénior, ficando certamente mais caro e, talvez, menos identificados com os próprios associados que não vêem ninguém da "terra" a desenvolver dentro de portas!

Resumidamente, para termos óptimos resultados, temos de investir, criar, acompanhar e profissionalizar toda a "máquina" de realizar fonte de riqueza para o clube cuidadosamente. Quando não existe organização, dedicação, cuidado e acompanhamento, certamente nunca haverá sucesso nem crescimento qualitativo do jogador e, muito menos, do clube!

Nós, treinadores de futebol sénior, temos de ter esta realidade sempre presente, para ajudar a abrir portas á continuidade desse crescimento qualitativo, e sendo um suporte á formação dos planteis, proporcionando experiencia e maturidade a esses novos talentos que terão aí o melhor exame para o sucesso.
Começa a ser preponderante saber trabalhar a formação dos clubes e deixar de ver somente formação nos clubes!

Óscar Nogueira

25 de Agosto de 2014

Classificações - Campeonato Nacional de Seniores - Série C


Arrancou este domingo o Campeonato Nacional de Seniores e na Série C o Sobrado já tomou a liderança da tabela. A equipa de Manuel Pinheiro não podia esperar melhor estreia nesta competição, já que os valonguenses visitaram o Moimenta da Beira e golearam por 2-7. Numa partida de sentido único, o Sobrado já vencia por 0-3 aos 20' de jogo, tendo ainda conseguido apontar mais quatro golos até ao final da partida.
Destaque para a vitória do Coimbrões no jogo de abertura frente ao Cinfães, por 3-2. Os gaienses conseguiram chegar ao 3-0, com bis de Pedro Tavares, mas depois permitiram a reacção do Cinfães com João Beirão a bisar já nos dez minutos finais e a ensombrar um triunfo justo do conjunto de José Bizarro.
Nos restantes encontros, o Sousense perdeu em casa com o Salgueiros 08 por 0-1 e o Gondomar recebeu e venceu o Pedras Rubras por 3-1. A segunda jornada disputa-se no próximo domingo, 31 de Agosto.



Classificações - Taça Brali - Divisão d'Elite - Grupo 1


No Grupo 1 da Taça Brali o Serzedo, vencedor da primeira edição da prova, foi eliminado da competição. A equipa de Filipe Ribeiro perdeu na deslocação ao terreno do Valadares por 3-0, deixando de ter hipóteses de chegar ao primeiro lugar do grupo. Com apenas um ponto, os detentores do troféu disseram assim adeus a uma competição, onde pretendiam defender o título ao máximo. Já o Valadares não pôde festejar a passagem à fase seguinte, porque o Oliveira do Douro recebeu e venceu o Grijó por uma bola a zero, somando quatro pontos e adiando as decisões para o dia 2 de Novembro, altura em que se disputará a última jornada desta primeira fase, precisamente entre estas duas equipas. O Grijó, com duas derrotas, acabou eliminado. 



Classificações - Taça Brali - Divisão d'Elite - Grupo 2


O Leça ganhou vantagem pela passagem à fase seguinte da Taça Brali. Os leceiros visitaram e derrotaram o Candal por três bolas a zero e beneficiaram do empate a duas bolas entre o Padroense e o Perafita, para se isolarem no comando deste grupo. Os gaienses recebem na última ronda os homens do Padrão da Légua, mas já não têem possibilidades de conseguir o apuramento, uma vez que com apenas um ponto conquistado, será matemáticamente impossivel, mesmo em caso de vitória, chegar ao primeiro lugar do grupo. A última jornada disputa-se a 2 de Novembro.



Classificações - Taça Brali - Divisão de Honra - Grupo 6


Arrancou este domingo a Taça Brali, referente à Divisão de Honra. Com apenas três equipas do Concelho de Gaia, estas integram o Grupo 6 desta competição, que este ano passou a ser de participação obrigatória para todos os clubes. 
O Dragões Sandinenses recebeu e venceu o Foz por 2-1, sendo o lider desta série, que à semelhança das restantes, terá apenas uma volta. Com os mesmos três pontos está também o Canidelo que venceu o Infesta por 0-1 no terreno destes. O Vila Fc recebeu e empatou a um golo com o Custóias, numa partida onde os comandados de Carlos Lima estiveram em vantagem, mas permitiram que os matosinhenses chegassem ao empate na segunda parte. No próximo domingo disputa-se a segunda ronda, com o dérbi entre o Canidelo e o Drag. Sandinenses, enquanto o Vila Fc viaja até ao terreno do Foz.



19 de Agosto de 2014

Classificações - Taça Brali - Divisão d'Elite - Grupo 1


Arrancou no passado fim-de-semana a 2ª Edição da Taça Brali, competição que foi vencida pelo Serzedo na época anterior, permitindo assim aos gaienses disputarem a Taça de Portugal.
No Grupo 1 da Divisão d'Elite, composto apenas por equipas de Gaia, Serzedo e Oliveira do Douro empataram sem golos, o que permitiu ao Valadares, que venceu o Grijó por 2-0, isolar-se no comando do grupo, sendo que apenas o primeiro terá passagem assegurada à fase seguinte, que será a eliminar. No próximo domingo o Serzedo terá um prova de fogo, já que visita o Valadares e uma derrota pode deixar os detentores do trofeu fora da corrida pela fase seguinte, uma vez que apenas se disputa uma volta. Já o Oliveira do Douro recebe o Grijó.



Classificações - Taça Brali - Divisão d'Elite - Grupo 2


Na primeira jornada do Grupo 2 da Taça Brali referente ao escalão da Divisão d'Elite, tudo terminou empatado. O Padroense visitou o Leça e empatou a três golos e o Candal deixou Matosinhos com um amargo de boca, ao empatar a dois no terreno do Perafita. Os gaienses estiveram a perder, conseguiram dar a volta ao resultado já no decorrer do segundo tempo, mas mesmo perto do apito final acabaram por consentir a igualdade. Com este resultado o Candal ocupa o terceiro lugar, apenas pela diferença de golos.



Arcozelo apresenta-se este sábado

O Arcozelo irá efectuar o seu jogo de apresentação este sábado, frente a uma equipa do Sindicato dos Jogadores. 
Allen, treinador do Arcozelo, está satisfeito com aquilo que já viu da sua equipa nesta primeira semana de trabalho: "Está a correr muito bem. No fim da semana passado participamos no Torneio do Coimbrões e a equipa deu excelentes indicações apesar de termos apenas efectuado quatro treinos", disse o técnico. A equipa defrontou Coimbrões e Vila Fc, tendo sido derrotado pelos verde-e-pretos por uma bola a zero e vencido o Vila Fc pelo mesmo resultado.
Para este sábado está então agendado o jogo de apresentação aos associados, que terá o seu início às 17h e onde serão conhecidas mais novidades sobre o plantel dos verde-e-brancos.

Serzedo e Oliveira do Douro empatam sem golos na Taça Brali


Local: Complexo Desportivo de Serzedo
Hora: 17h
Árbitro: Nélson Pascoal

Serzedo: Filipe, Pacheco, Cruz, Joel e Joãozinho, Hélder Moreira, Viana e Tiago Santos (Bruno Faria 66'9, João Alves, Bruninho e Nuno Barbosa (André Silva 75').
Treinador: Filipe Ribeiro

Oliveira do Douro: Faria, David Santos, Carlos Pinto, Bisa e Daniel Pinto, Gui, Bruninho, Nicola (Bruno Careca 58') e Miguel (Fábio Rola 58'), Penantes e Rui João (Luís 66')
Treinador: Alexandre Ribeiro

Serzedo e Oliveira do Douro disputaram este domingo o primeiro jogo oficial da temporada, referente à primeira jornada da Taça Brali, partida que terminou com uma igualdade a zero.
Com os dois conjuntos ainda há procura da melhor forma, o jogo acabou por ter poucas oportunidades de golo, apesar do Serzedo, detentor do troféu, ter enviado uma bola à barra e ter visto o árbitro do encontro anular um golo.
Filipe Ribeiro, treinador do Serzedo, referiu que a sua equipa é que dispôs das melhores oportunidades para marcar: "Foi um jogo em que não houve muitas oportunidades de golo, mas as que houve foram nossas. Enviamos uma bola à trave e marcamos um golo que acabou por nos ser anulado, mas que deixou grandes duvidas", disse, referindo que a sua equipa ainda está à procura da melhor forma: "Temos somente três semanas de preparação e estamos a consolidar uma ideia. Penso que já são visíveis algumas situações interessantes mas ainda realizadas com intensidade baixa, e ontem o calor que se fazia sentir ainda complicou mais as coisas", disse.
Já do lado do Oliveira do Douro, Alexandre Ribeiro afirmou que a sua equipa controlou o jogo apesar de não o ter dominado: "Defrontamos o actual vencedor da Taça Brali, na sua casa, e como tal um adversário bastante difícil. Conseguimos criar algumas oportunidades mas que não conseguimos materializar. Considero que, mesmo não dominando o jogo, quase sempre conseguimos controla-lo", afirmou.
Tal como o treinador adversário, Alexandre Ribeiro ainda está a acertar arestas na forma de jogar da sua equipa: "Fomos com intuito de ganhar, como sempre, mas tínhamos alguns objectivos nesta fase da época que eram tão importantes para nós como ganhar, pois encaramos esta prova com respeito mas, tendo em conta a nossa pré-época, o objectivo é usa-la como jogo de preparação para o campeonato. Continuamos a fazer uma rotação de jogadores, de forma ao plantel continuar a ganhar ritmo e consolidar processos, o que acho que tem sido conseguido", concluiu o treinador.
Com este resultado as duas equipas viram o Valadares isolar-se na primeira posição do Grupo 1, depois de ter vencido o Grijó. 
No próximo domingo o Serzedo visita o Valadares enquanto o Oliveira do Douro recebe o Grijó. As partidas estão agendadas para as 17h.

Crestuma ganha forma para a nova época

Vítor Moreira mantém-se como treinador do Crestuma e a manutenção é o objectivo
O Crestuma já está a trabalhar sob as ordens de Vítor Moreira, que assim se manteve no comando técnico dos gaienses. O treinador orientou a equipa na época passada e garantiu a permanência, tendo sido convidado a continuar por mais uma temporada.
Ao blog, o técnico mostrou-se satisfeito com aquilo que já viu esta temporada, em duas semanas de trabalho: "Foram duas semanas a limar o plantel e a tentar colocar já os princípios de jogo que queremos implementar. O balanço é positivo, como ficou demonstrado na vontade que os atletas tiveram de aplicar os mesmos, no jogo de preparação do passado sábado", partida disputada frente ao Águas Santas e que terminou com a vitória dos gaienses por 2-1.
Relativamente ao plantel, este vai ganhando forma mas ainda faltam definir algumas questões. Porém, Samuel, Teixeira, Jorge, Sérgio, Macedo, Barros, Campos, Ricardo e Bruninho renovaram e são reforços Fernando (ex-Ataense), Lola (ex-Fornelos) e Lázaro (ex-Oliveira do Douro), bem como o regresso de Paulo Rocha para a baliza.
Sobre os objectivos do Crestuma para o próximo ano, estes passam apenas pela manutenção: "O Crestuma segue a linha de não prometer o que  não pode cumprir, logo, dentro desses condicionalismos, o que queremos é dignificar o clube e assegurar a manutenção", afirmou taxativamente Vítor Moreira.
O Crestuma apresenta-se aos associados no fim-de-semana de 6 e 7 de Setembro, carecendo de confirmação definitiva o dia e o adversário.

Rui Stam deixa o futebol

Rui Stam, aqui com a camisola do Águas Santas, último clube que representou na sua longa carreira
Rui Stam, defesa central que ia representar o Perosinho, colocou um ponto final na carreira de futebolista. O anúncio foi feito pelo próprio na sua página do Facebook, alegando motivos pessoais: "Com muita pena minha tenho de deixar o futebol, ou seja, a minha paixão e essência de vida. Incompatibilidades e questões pessoais levam-me a tomar esta decisão....muito difícil... Foram 20 anos de carreira, com muitas alegrias e tristezas, muitas histórias para contar", escreveu o atleta.
Com um vasto currículo no futebol, Rui Stam ia a caminho de representar o 19º clube, o Perosinho. Com passagem por São Vítor, Bom Pastor, Pasteleira, Valadares, Progresso, Gens, Leverense, Coimbrões, Pedrouços, Perafita, Avintes, Dragões Sandinenses, Valonguense, Folgosa, Leça do Balio, Ermesinde 1936, Senhora da Hora e Águas Santas, o atleta não deixou de agradecer a todos pelo contributo na sua formação: "Obrigado a todos os que me formaram como jogador e como homem, muito me orgulho de ter representado 18 clubes, todos eles com muito profissionalismo e dignidade", disse.
Rui Stam conta já com 39 anos mas mesmo assim era bastante cobiçado por vários clubes. Esta temporada iria vestir a camisola do Perosinho, mas tal não irá acontecer, pelo que o central deixa um pedido de desculpas ao clube e também a Alfredo Mendes, técnico dos azuis e brancos. "As mais sinceras desculpas à grande instituição Clube Futebol Perosinho e ao técnico Alfredo Mendes, com o qual eu já tinha vínculo para a presente época. As maiores felicidades para vocês com votos de um excelente campeonato", concluiu Stam.